22

março

_REDES_SOCIAISVITALITA-18-IMG-BLOG

Bruxismo! O que se precisa observar, como cuidar e como tratar?

Bruxismo: Desgaste de dental, dentes que se quebram, dores musculares, dentes amolecendo. Tudo isso tem a ver com bruxismo!

Bruxismo ou briquismo é uma desordem funcional que se caracteriza por apertar ou ranger os dentes.

Pode provocar um desgaste desnecessário causando prejuízo estético. Claro que tudo tem conserto! Informe-se mais no nosso artigo sobre DSD! Pode ainda quebrar restaurações, amolecer dente, provocar dores musculares e dores de cabeça. Quem tem suscetibilidade à doença periodontal, terá uma progressão acelerada da doença e da movimentação anormal dos dentes. Geralmente é feito sem perceber, inconscientemente durante o dia ou à noite. Pode também estar relacionado ao estresse, ansiedade, depressão, distúrbios no sono e o uso de alguns medicamentos.

Alguns sinais de alerta são: amanhecer com a bochecha mordida, musculatura mastigatória cansada, acordar cansado em com dores no corpo em especial na região cervical podem ser sinais de bruxismo.  Pacientes com bruxismo apresentam uma história dentária de dentes que se quebram sem um motivo claro. Em geral, os dentistas o identificam juntamente com o paciente e mesmo assim, é uma condição desapercebida por muitos.

Pense nessas perguntas:   Alguém já lhe disse que range os dentes à noite?   Sua mandíbula se sente “cansada” após alguma refeição ou após acordar de manhã?  Sente cansaço em ficar com a boca aberta por mais de 15 minutos no dentista, por exemplo? Tem dores de cabeça frequentemente?   Tem dores musculares, dor na face, arcos dentários, olhos, pescoço ou têmporas?   Em caso positivo, essa dor pior em algum horário do dia?

É muito importante entender que os dentes devem se manter desencostados durante o tempo todo. Os únicos momentos de toque são durante a mastigação ou durante a fala. A percepção de dentes mordidos e encostados durante o dia já é considerado bruxismo diurno. Identificado isso, vigie-se sempre para mantê-los desencostados. Pode também ocorrer o bruxismo noturno, onde ocorre o apertar ou ranger durante o sono, de forma involuntária. O estado normal é estar com a mandíbula relaxada e os dentes sem se tocar.

Como cuidar:

Gerencie o stress em sua vida. Adote um hobby, organize descansos regulares, tire férias.

Mantenha-se ativo fisicamente

Mantenha uma atitude positiva, relaxamento, som sono e alimentação.

Evite travesseiros altos que comprimem a mandíbula contra os dentes, evite mascar chicletes continuamente (que fortalecem demasiadamente a musculatura).

Esteja sempre consciente: lembre-se de “Manter os dentes separados e relaxados” em todo momento e lugar. Quando ficar nervoso, lembre-se de não cerrar os dentes. A descontinuidade do hábito diurno é o primeiro hábito para diminuir o bruxismo noturno.

Auto-sugestão: Quando estiver quase pegando no sono pense repetidamente “Mantenho meus dentes separados e relaxados”. Repita 5 vezes diariamente até que penetre no inconsciente.

Se você vive muito estresse ou ansiedade, considere procurar um profissional da psicologia. Um bom terapeuta o ajudará a lidar melhor com esses fatores estressantes. Seria algo como um investimento em autoconhecimento! Quanto mais você souber sobre si mesmo, mais poderá se cuidar.

Nos casos mais graves onde o desgaste e outros problemas já ocorreram, pode-se recorrer a um tratamento odontológico especializado com a confecção de uma placa de acrílico cuja função principal é amenizar o atrito, diminuir o desgaste dental e estabilizar a musculatura numa posição confortável. Esta é a terapia mais usual, reversível. Também são chamadas de dispositivos intra oclusais ou interoclusais, placas miorrelaxantes ou placas de proteção.

Há um especialista nesta área denominada DTM – disfunção temporo mandibular. Este profissional dedica seus estudos à compreensão profunda e detalhada da causa, direcionando ali o tratamento. Orienta à mudança de alguns hábitos, o que fazer e o que não fazer, investiga medicamentos relacionados ao bruxismo ou eventos dolorosos e propõe a melhor terapia individualizada para o caso. Mesmo que o seu caso seja leve, uma consulta com esse especialista lhe esclarecerá sobre a sua condição, podendo ser controlada sem nenhum dispositivo ou medicamento.

E atenção: se você tem implantes na boca, o uso dessas placas é muito importante como proteção tanto aos dentes e implantes! Os implantes são diferentes dos dentes por não apresentarem o ligamento que une o dente ao osso. E a cerâmica da prótese é diferente do dente, por ser menos flexível. Associando a ausência do ligamento, a um dente mais duro e ao bruxismo, alguma adversidade relacionado ao trauma desse bruxismo pode acontecer. Dentes fraturados, ligamentos afrouxados e dentes moles, desgastes excessivos e até dores intensas nas articulações.

Desejando maiores informações e esclarecimentos, acompanhe-nos através dos vídeos e artigos deste site, ou agende uma consulta que ficaremos felizes em ajudá-lo.

 

Fonte: http://cristinamiura.com.br/identificacao-e-tratamento-do-bruxismo/

-->